Quer saber mais? Mande um E-MAIL AQUI

Obesidade

Sedentarismo é a principal causa de obesidade

Existe uma enzima denominada aromatase que está presente no tecido adiposo (gordura). Ela é responsável por transformar androgênios em estrogênios. Na obesidade, por haver excesso de tecido adiposo há também excesso de aromatase, com isso grande parte dos androgênios são convertidos, levando à um relativo excesso de estrogênios o que leva à ginecomastia vista na obesidade.
http://ginecomastia.org/obesidade

Diversos mecanismos tem sido propostos para a origem da ginecomastia no paciente obeso. A ginecomastia ocorre quando há um desequilíbrio entre a ação inibitória da testosterona e ação estimuladora do estrogênio sobre a mama. Esse desequilíbrio pode ocorrer devido: aumento dos níveis de estrogênio no sangue, aumento da sensibilidade do tecido mamário a níveis normais de estrogênio ou pela redução na secreção dos androgênios.
Existe uma enzima denominada aromatase que está presente no tecido adiposo (gordura). Ela é responsável por transformar androgênios em estrogênios. Na obesidade, por haver excesso de tecido adiposo há também excesso de aromatase, com isso grande parte dos androgênios são convertidos, levando à um relativo excesso de estrogênios o que leva à ginecomastia vista na obesidade. Os paciente obesos podem ainda ter a chamada lipomastia que corresponde à presença de tecido gorduroso subcutâneo de consistência amolecida, diferente da presença de glândula mamária de consistência firme, mas que proporciona o mesmo aspecto de “mamas aumentadas". Nos obesos, ambas as situações costumam regredir após perda de peso, mas a regressão pode não ser completa necessitando de tratamento adicional.